#Q&R: Como posso evitar que meus emails caiam na caixa de spam?

#Q&R: Como posso evitar que meus emails caiam na caixa de spam?

Pergunta do leitor Jeferson.

—–

Vou tentar responder da maneira mais objetiva possível. Cair na caixa de spam é um problema muito comum no envio de campanhas de email marketing, porém, não está totalmente relacionado com as palavras do conteúdo de seu email. É claro que palavras consideradas como SPAM, como as que menciono no artigo de 100 palavras consideradas como SPAM já são carimbadas pelos servidores de email e hospedagem e por isso já caem imediatamente na pasta.

Existem outros fatores que você deve levar em consideração para que seu email não caia na caixa de SPAM. O primeiro deles é o formato de sua mensagem. Se está mandando a mensagem totalmente como imagem, pode ser que ela caia imediatamente na caixa. Uma mensagem bem feita possuindo HTML e Textos juntos vai fazer diminuir este problema.

Outra questão que você precisa observar é se os seus cadastrados (a sua lista) fizeram a opção por receber o email, pode ser que eles tenham marcado seu email de contato como negativo no seu programa de email (gmail, hotmail, etc) e por isso sendo negativado você está caindo nesta caixa. Para isso, fazer uma higienização da lista (excluir aqueles contatos que são antigos e que não abrem seu email) é uma boa opção.

Peça para seus leitores ou cadastrados adicionarem seu email como Contato em seu serviço de email e marcar suas mensagens como Confiável. Isso vai minimizar muito o problema.
As ferramentas de envio de mail da atualidade (Mailchimp, Getresponse, benchmark, etc) já possuem uma maneira de verificar quais usuários marcaram sua mensagem como SPAM ou negativa.

Então, estes são alguns fatores principais:
1 – Palavras carimbadas
2 – Formato do EMAIL (Não faça tudo em imagem)
3 – Verifique se sua lista realmente optou por receber as mensagens
4 – Faça uma higienização de sua lista
5 – Peça para seus cadastrados adicionarem seu email e mensagens como confiáveis.

É isso gente, se tiver alguma sugestão ou dúvida, por favor compartilhe.

Abraço.

Como criar corretamente uma campanha de email marketing ?

Como criar corretamente uma campanha de email marketing ?

Perguntas respondidas à Renata Rosa, da MRV Informática.

—–

Fico feliz que tenha mandado as suas dúvidas. Na medida do possível estou respondendo-as uma a uma.. Pra mim é uma alegria imensa poder ajudar de alguma forma. É claro que nem sempre a gente consegue responder tudo mas quando assim acontece nós pedimos “ajuda dos universitários” não é mesmo?

Bom vou tentar responder as suas perguntas da maneira mais simples e direta possível ok? Segue abaixo:

1 – Existe um modelo padrão para o formato de email marketing?

Bom, não existe um modelo padrão, o ideal é que você tenha sempre em mente que existem vários tipos de plataformas hoje em dia (celulares, tablets, desktops, etc) que estão sendo utilizadas para abertura dos emails e é sempre bom pensar nisso. O mais coerente sempre é você criar um modelo que a gente chama de Híbrido. O que seria este modelo? O modelo híbrido é aquele que tanto um leitor de emails mais simples como os mais utilizados possam abrir o email. Muitos usuários deixam como padrão abrir o email em formato texto e por isso você, ao criar sua peça, você deve criar um HTML que tenha textos e imagens. Nunca use uma imagem inteira como peça da comunicação. Esses emails já caem diretamente na caixa de SPAM e não vão ser lidos. Quando for criar este HTML, nas imagens, use a TAG ALT para que ela seja lida mesmo que não aberta pelo leitor de emails. Isso já é para o seu programador, o formato do HTML deve ser utilizando tabelas. Muitos leitores de email ainda não lêem formatos mais novos de programação html. Peça a ele para criar um html que possa ser ajustado facilmente também nos smartphones.

Dá uma lida neste artigo, creio que vai te ajudar:
http://www.emailmarketingblog.com.br/5-dicas-para-uma-boa-campanha-de-email-marketing-dica-5-formato-do-email/

2 – Em qual programa deve ser criado?

Existem vários softwares para criação de peças de email marketing e normalmente estes já utilizam temas prontos que vão te ajudar em todo esse processo aí em cima. A maioria destas ferramentas já usa editores com o sistema “Arrasta e solta” que você pode livremente colocar quais elementos deseja na peça (cabeçalhos, imagens, textos, compartilhamentos sociais, etc).

Vou citar algumas dessas ferramentas que tem o modelo freemium (grátis para até 2000 emails) e em um outro post no blog posso falar de cada uma delas:
1 – Mailchimp – É uma das ferramentas mais usadas no mercado profissional, possui cadastro grátis para até 2000 emails. A única desvantagem dele é que não tem versão em português, mas acredito que logo vai ser liberada.
2 – Benchmark Email – Chegou recentemente ao Brasil, já tem uma versão toda em português e tem uma versão grátis para até 2000 emails também.
3 – GetResponse – Também é uma das mais utilizadas. Tem uma versão free também.
4 – eGoi – Tem versão em português e também cadastro livre para 2000 emails se não me engano. A vantagem dela é que também pode monitorar as redes sociais.

Bom, tem outras no mercado, alias, uma infinidade, mas essas são as melhores.

3 – Qual a periodicidade boa para manter relacionamento sem estressar a base?

Isso é um pouco difícil dizer, tudo vai depender de sua estratégia de marketing.. Se for utilizar emails promocionais, tenha cautela. Envie-os com um intervalo de 15 dias entre eles. Se você for enviar emails de conteúdo, pode pensar em mandar 1 ou 2 por semana. Mas isso é algo que você vai sentir no decorrer do processo. Se verificar que o opt-out (descadastrar) está aumentando com o motivo de quantidade grande de emails você vai ter que repensar a estratégia.

4 – Como criar relacionamento com clientes, como iniciar as ações corretamente?

Primeiro de tudo você vai precisar ter uma lista limpa, de pessoas que realmente autorizaram o recebimento de informações em seu email. Crie uma lista do zero, se necessário, ofereça promoções ou descontos em troca de cadastrar seu email. Deixe claro para eles que não vai exagerar no envio e encher a sua caixa de email.

Depois o mais correto é começar devagar oferecendo conteúdo relevante e que responda as dúvidas de seus clientes ou prospects. Faça um planejamento de ações.

5 – Trabalho com um tema muito segmentado e vamos começar a utilizar e-mail marketing como forma de relacionamento, como escolher os temas, e como planejar essa divulgação sendo coerente e interessante para o cliente e prospects?

Vou tentar responder já complementando também a resposta da anterior.
Planeje muito bem suas ações antes de começar qualquer estratégia.
Pense nas principais dúvidas e dores de seu público-alvo. Defina este público muito claramente e também seus objetivos para cada um deles. Pode ser que em seu nicho de mercado você tenha públicos distintos e para isso terá que fazer estratégias separadas.
Vamos supor, você pode ter clientes que já compram em seu site ou em sua loja física, para esses a comunicação será totalmente diferente do que para aqueles que estão procurando o seu produto pela primeira vez.
Em relação aos temas para escolher, faça uma lista de temas que são as principais dúvidas de seus clientes. Veja as principais perguntas feitas para sua equipe de vendas e responda-as através de artigos linkados aos emails.

Tenha muito claro quais são seus objetivos (vendas, educar a lista, fornecer informação, engajar clientes)
Se você tem o objetivo de iniciar uma estratégia e não tem lista ainda, então faça da maneira que mencionei acima. Selecione tópicos, dúvidas principais, responda elas. Uma outra dica importante é você buscar estes questionamentos em fórum de perguntas e respostas como o Yahoo respostas mesmo. Lá você vai encontrar muitas dúvidas e pode ser um ponto de partida para iniciar a geração de conteúdo.
Faça um calendário de conteúdos para criação destes artigos. Além de nutrir sua lista, você vai aumentar o numero de visitas em seu site vindo do Google, através de buscas orgânicas.

Se tiver um ecommerce e quer mandar seus emails para os clientes da loja, comece com emails promocionais dos produtos mais vendidos. Depois aproveita os calendários promocionais como o Black Friday.

Separe muito bem sua lista. Segmente ela por evento, cidade, categoria, promoção que fez. Desta maneira você vai poder enviar emails que atinjam o alvo certo.

Bom, acho que é isso. Se tiver alguma duvida a mais, por favor me envie.

#Q&R: Tenho dificuldades em vender meus produtos por  e-mail marketing. Como vender mais?

#Q&R: Tenho dificuldades em vender meus produtos por e-mail marketing. Como vender mais?

Há alguns meses eu mandei um email para a comunidade cadastrada aqui no Blog do email Marketing fazendo a seguinte indagação. Quais são suas dúvidas sobre email marketing? A idéia principal deste questionamento era sinceramente saber o que mais estava pegando com os leitores do blog, o que eles queriam saber.

Confesso que não acreditava em receber alguma resposta à indagação que fiz e fiquei muito surpreso em abrir minha caixa de email e ver várias pessoas fazendo os mais diversos questionamentos sobre email marketing. Eis aqui a primeira resposta respondida.

Pergunta: Tenho inúmeras dificuldades em conseguir vender meus produtos por e-mail marketing. Tentei várias “fórmulas mágicas” sem nenhum sucesso.

Pergunta de Geraldo Banas, do Site Blog do Banas.

A verdade é que não existem “formulas mágicas”. Temos que pensar inicialmente, antes de qualquer estratégia sobre quais são nossos objetivos primários e secundários. Se o objetivo primário é vendas, existem vários fatores que podem contribuir para o checkout do carrinho em sua loja. Se você tem feito email marketing para sua loja, o primeiro passo é você entender como está o relacionamento com o seu cliente (ou com sua lista de emails).

Existem muitos emails inválidos? Qual á taxa de abertura dos emails? Qual é a taxa de cliques? O email marketing tem efetivamente atraído os seus clientes para o site ou loja?

Bom, para responder essas perguntas, você precisa primeiro analisar os relatórios de email, dados de visitas do site, etc para poder ter um parâmetro geral de como está tudo isso. Se os clientes estão clicando em seu email e indo para o seu site. Se mesmo assim não compram, então você precisa repensar o seu site ou produtos oferecidos:

1 – Verifique a navegação do site

Pense como usuário, verifique se fica fácil quando entra em seu site encontrar o que precisa, de quantos cliques você precisa para chegar ao seu objetivo ou até a página do produto. Deixe sempre as informações mais prioritárias na home de seu site, facilite a navegação. Crie banners de publicidade, vá direto ao ponto.

2 – Seu site precisa passar segurança

Pra comprar pela internet, a primeira coisa que todo usuário pensa é se o lugar onde estou navegando é realmente seguro, se meus dados não vão se perder no meio do processo, se vou comprar o produto e vou receber, tudo isso temos que levar em conta pois as pessoas são desconfiadas e com razão, pois existem muitas fraudes na internet. (Escrevi um artigo bem interessante sobre segurança na internet no meu Blog Web Analítica: Compras na internet, como não trocar gato por lebre, olha lá pra ver algumas dicas sobre comprar com segurança).

3 – Pesquise os preços da concorrência

Verifique como está o seu preço em relação à concorrência, faça pesquisas, veja detalhes de entrega, custo de frete, qualidade do produto, as pessoas analisam muito tudo isso antes. Pesquisas comprovaram que cada vez mais pessoas pesquisam na internet antes de fazer uma compra.

4 – Minha lista de emails está sendo efetiva?

Analise os dados de seu email marketing. Se você usa algum ferramenta para envio, a maioria delas tem relatórios analíticos para ver como está a taxa de abertura, cliques, emails inválidos, etc. Se existem muitos emails inválidos ou se eles não existem, então isso quer dizer que sua lista está desatualizada. Atualize ela, faça uma higienização da lista, veja se vale a pena ter uma lista antiga ou comprada. Sempre é bom pensar em iniciar do zero, se necessário. Uma dica muito boa também é você criar uma lista promocional. Ofereça descontos pra cadastrar nesta lista, faça algum tipo de promoção, sorteio, ou qualquer coisa que vai deixar o usuário à vontade para incluir seu email.

Bom, por enquanto acredito que seja só isso.. Espero que tenha respondido as suas dúvidas.

Se tiver mais alguma dúvida ou sugestão pra colocar, pode deixar aqui que vou criar um post específico no blog respondendo-as.

Grande abraço e sucesso.

5 passos essenciais para criar email marketing

5 passos essenciais para criar email marketing

Fazer email marketing é uma excelente maneira de vender para clientes potenciais e também para sua carteira atual sem gastar muito dinheiro. Apesar disso, embora não pareça, existe uma grande responsabilidade em começar enviar os seus emails. As pessoas não saem distribuindo seu email para qualquer um  por um motivo muito simples: elas estão cansadas de receber aquela tonelada de emails sem propósito em sua caixa de entrada.

Por outro lado, se você envia campanhas de email marketing de maneira respeitosa e para pessoas que realmente autorizaram este recebimento, você está fazendo isso de maneira correta. Se alguém se inscreveu em sua lista ou autorizou o recebimento de informações é porque esta pessoa se identificou com seus conteúdos, seus serviços ou produtos e deseja receber as novidades de sua empresa. (mais…)

4 passos para um trabalho profissional de email marketing

4 passos para um trabalho profissional de email marketing

Por Rafael Oliveira*

Trabalhar com email marketing requer muitos passos. Necessita conhecimento técnico e de comunicação, organização de fluxos de trabalho, análises, produção correta das peças enviadas dentro das boas práticas da mídia e, claro, uma ótima ferramenta de disparo. Trabalhar bem estes pontos faz com que a campanha tenha ótimos resultados. Abaixo listo um detalhamento de cada item:

Base de contatos – Sem base não começa o trabalho. Contatos são necessários para o envio dos e-mails, mas estes devem estar cientes de que os receberão. Por isso, um dos pontos iniciais de todo trabalho profissional de email marketing é a Permissão de envio. Deste modo, é preciso não só de um planejamento de trabalho focado em disparos, mas também para o crescimento de base, traçando metas a serem atingidas. Vale sempre dizer que nunca deve-se usar bases de contatos sem procedência, comprada ou de parceiros, por inúmeros motivos técnicos, mas principalmente pela falta de permissão por parte do usuário.

ESP – A ferramenta utilizada para os disparos das campanhas deve contar com recursos que se alinhem ao planejamento, estratégias e expectativas de resultado com email marketing. Existem muitas opções no mercado, porém nem todas possuem os mesmos recursos. A dica é analisar cada uma das opções, não só olhando o custo, mas também os recursos, atendimento, suporte técnico (troubleshooting), equipe de entregabilidade, integração da ferramenta com e-commerce, suporte nacional e diversos outros pontos fundamentais nesta escolha.

Peças – Para o sucesso das campanhas de email marketing é indispensável apresentar uma peça dentro das boas práticas. A proporção para texto e imagem deve ser de 50% para cada, com template leve (de preferência acessível por mobile). Há de se considerar que muitas tags de HTML não são permitidas. É preciso também um olho clinico no design para que esteja sempre alinhado ao Manual de Identidade Visual (MIV) da marca, mas também focado no Call to action (botão, banner ou link a ser clicado), e na exposição correta de seus produtos ou serviços. A redação deve ser focada nos objetivos e linguagem da marca. É preciso contar com um redator, designer e um analista para criar e validar as peças a cada disparo, mesmo as com boas taxas de clique, que, com o tempo, tornam-se “paisagem”para o usuário. Mudar com sazonalidade é fundamental.

Análises – O número de dados que temos para fazer análises das campanhas enviadas é gigante. É essencial dispor de métodos para estudar cada métrica gerada, que tem seu objetivo dentro da conversão e deve ser testada e avaliada separadamente. Analisar abertura, por exemplo, não se limita apenas ao assunto enviado, uma baixa abertura pode ser causada por uma entregabilidade ruim, porque as peças estão caindo no spam, porque a peça ou os produtos não estão atrativos ou a forma como são apresentados não é adequada, entre outras variáveis. Contar cliques, conversão, bounces e desinscrições são fundamentais, mas, mais do que isso, é preciso saber fazer a leitura correta dessas métricas, a fim de aprimorar a criação da peça e melhorar a performance.

 

*Rafael Oliveira (roliveira@cadastra.com.br) é coordenador de Email Marketing da Cadastra, uma das maiores agências de comunicação digital independente – www.cadastra.com.br